Sábados Porta-jazz

Susana Santos Silva – Impermanence

Na música, como na vida, a impermanência das coisas é a única verdade que alimenta o desenvolvimento e a criatividade da nossa existência. Da existência de tudo afinal. Quando nos apercebemos daquilo que uma coisa é, esta já não o é da mesma forma. Ou somos nós que olhamos para ela de outra maneira. Esta é então a razão pela qual esta música se recria e se transforma a cada momento e nunca se repete.

Com raízes na tradição jazzística e fortemente ligada à improvisação livre e experimental, os sons que daí resultam fazem parte de uma história musical impermanente e em constante evolução. A trompetista, improvisadora e compositora Susana Santos Silva, já um nome de referência do jazz contemporâneo e música improvisada dentro e fora de Portugal, reúne neste projecto João Pedro Brandão, Hugo Raro e Marcos Cavaleiro (músicos do Porto e seus colaboradores de longa data, todos parte da Associação Porta-Jazz) Torbjörn Zetterberg, contrabaixista sueco com quem tem trabalhado assiduamente nos últimos quatro anos, particularmente no seu projecto em duo e Ana Carvalho, artista multimédia, que irá realizar video em tempo real.

Susana Santos Silva – Composições / Trompete
João Pedro Brandão – Saxofone alto / Flauta
Hugo Raro – Piano
Filipe Louro – Contrabaixo
José Marrucho – Bateria

Julho 21 @ 19:00
19:00 — 23:00 (4h)

porta-jazz, Porto, rua joão das regras