No fim de junho tivemos um almoço de apresentação dos nossos vinhos no nosso centro de visitas. Para além de mostrar as nossas novidades, foi uma oportunidade para mostrar as nossas novas instalações!

Apresentámos o novo vinho Branco da Ribeira 2017, que será o novo vinho topo de gama branco. Produzido a partir de uvas de solo granítico, este vinho pretende enaltecer a diversidade do terroir do Douro e uma homenagem à tenacidade da região. O vinho estará disponível no outono.

Também foi o momento do lançamento dos vinhos Coroa d’Ouro Branco 2017, Coroa d’Ouro Tinto 2016, Vale de cavalos Branco 2017, Vale de cavalos Tinto 2016 e Porto Vintage 2016.

Créditos: Jferrand

Novo lançamento: Poças Branco da Ribeira 2017

Nov 15, 2018

A grande novidade do ano é o lançamento do novo topo de gama Branco da Ribeira 2017 que na estreia recebe 93 pontos da Robert Parker’s WineAdvocate.

O crítico Mark Squires descreve o novo branco da seguinte forma:
“O que é que ganhamos subindo a este nível? Bem, tem mais madeira, mas a grande acidez do Arinto corta a madeira sem esforço. É muito límpido. Tem uma mordida forte no final e aquela fina acidez, que é precisa, elegante e bastante intensa. O final é muito longo. Num ano duro, parece um grande milagre. Também tem algum potencial de melhoria. Certamente que ainda se pode desenvolver—o que é uma coisa boa e necessária de se dizer sobre um vinho jovem nesta faixa de preços. Pode até envelhecer melhor do que se espera. Globalmente, é uma estreia formidável.”
– Mark Squires, Robert Parker’s Wine Advocate

Créditos: Jferrand

2018: Um ano de novidades vínicas de topo

Nov 30, 2018

A apresentação de vinhos que fizemos este mês, em Lisboa, foi muito especial, pois aproveitámos a celebração dos cem anos da Poças para o lançamento de vinhos DOC Douro de qualidade superior.

O Branco da Ribeira 2017 (pode ver aqui a crítica que Mark Squires, Robert Parker’s Wine Advocate escreveu), o nosso novo topo de gama, apresenta-se com volume e acidez muito viva, reflexo do lugar que lhe dá origem, uma parcela da Quinta Vale de Cavalos, em Numão, no Douro Superior, a 520 metros de altitude e de solos graníticos pouco comuns no Douro.

O Símbolo 2015 é o tinto topo de gama do centenário, segunda edição. Produzido a partir de uvas colhidas na Quinta de Santa Bárbara, no Cima Corgo, o novo Símbolo reflete o ano vínico 2015, com maturações plenas mais cedo do que em 2014, proporcionando um vinho possante e que apresenta já uma expressão aromática completa. Um brinde da natureza para os 100 anos da Poças, brinca o nosso enólogo Jorge Pintão: “O Símbolo 2015 está muito completo e é já muito agradável à prova”.

Durante a apresentação de vinhos estiveram ainda em prova os seguintes vinhos:

  • Poças Reserva tinto 2016
  • Poças 10 Years Old White
  • Poças LBV 2013
  • Poças Colheita 2008

E, claro, o nosso Vinho do Porto Muito Velho, Poças 1918, cuja informação pode ler aqui.

Créditos: Jferrand

Novo centro de visitas Poças nasce da recuperação de antigos armazéns da empresa

Set 15, 2018

O nosso novo centro de visitas nasceu da recuperação dos antigos armazéns da sede da nossa empresa, localizados no centro histórico de Vila Nova de Gaia. As obras permitiram alargar o circuito de visita e criar salas para eventos, reuniões ou palestras, cada uma com carácter e funcionalidade próprios e decoração que cruza memória e contemporaneidade.
A nova proposta de enoturismo inclui o tour que permite conhecer a nossa história (e descobrir a oficina de tanoaria), sentir o cheiro de uma cave de vinho do Porto e conhecer o modo como o vinho é produzido. Em momentos específicos será possível participar numa experiência gastronómica, numa prova com o enólogo ou num concerto musical.

O centro de visitas (Rua Visconde das Devesas 168, 4400-Vila Nova de Gaia) funciona todos os dias, das 10 horas às 20 horas, de maio a setembro, e das 10 horas às 17h30 de outubro a abril. A visita tem um custo de 6,50 euros/pessoa e inclui prova de dois vinhos (porto branco e tinto reserva). Adicionalmente é possível provar um conjunto alargado de vinhos do Porto e de vinhos DOC Douro.

As visitas guiadas são efetuadas em cinco línguas (espanhol, francês, inglês, italiano e português).

O projeto de recuperação tem a assinatura dos arquitetos Lúcia Vaz Pato (receção, hall de entrada e sala de provas) e António Mota (sala de barricas e sala de provas privada).

Créditos: Jferrand