A festa de abertura da segunda edição do MIL – Lisbon International Music Network junta Boogarins, PAUS, The Legendary Tigerman e Capitão Fausto num espectáculo inédito. O concerto colaborativo tem data marcada para dia 4 de Abril, no B.Leza, e dá início ao programa artístico do festival que conta com mais de 60 actuações a decorrer nos dias 5 e 6 de Abril.

Durante uma semana, Boogarins mudam-se para o estúdio HAUS, em Lisboa, onde vão trabalhar com os artistas convidados. Nestes encontros, os músicos vão recriar o seu repertório em conjunto, podendo desta colaboração resultar ainda novos temas.

Para além dos artistas convidados, as portas do HAUS vão estar abertas a outros músicos. No início da próxima semana, os Boogarins abrem um open call dirigido a músicos de todo o país e vão escolher dois músicos que terão a oportunidade de passar um dia no estúdio com o grupo e compor com eles.

O acesso a este espectáculo destina-se aos portadores do PRO TICKET (acesso aos concertos + convenção), que custa 60€ e pode ser adquirido aqui, e do GOLD FESTIVAL TICKET (acesso à festa de abertura, concertos e oferta de totebag), que tem um custo de 35€ e já se encontra à venda em bol.pt.

O MIL – Lisbon International Music Network é um festival e convenção dedicado à música popular alternativa e independente. Enquanto plataforma de intercâmbio, assume-se como o ponto de encontro de agentes profissionais de todo o mundo, dando a conhecer uma diversidade de artistas e projectos emergentes e alternativos, nacionais e internacionais, com especial foco na produção musical actual dos países de língua portuguesa.

O programa PRO desta segunda edição introduz um modelo de masterclass, aulas de componente teórico-prática, sobre criação de conteúdos, por Keith Vaz, e estratégias de marketing para bandas, por Matthew Errington.

Às masterclasses juntam-se mais de uma dezena de debates sobre tópicos da actualidade relevantes para as indústrias da música tais como: a digitalização da música; a importância das salas de espectáculo e clubes no tecido cultural das cidades; estratégias e ferramentas do jornalismo musical; experiências contadas por artistas sobre tours DIY; os mitos e factos sobre os métodos de trabalho de agentes internacionais; a promoção do hip-hop nacional; música e activismo; as acções de financiamento da EU para o sector da música; a pesquisa dos sons cabo-verdianos; o mercado da música brasileira e as oportunidades de colaboração entre Portugal e Brasil.

Para além do programa PRO, o MIL aposta num programa artístico que envolve a cidade e conta com mais de 60 actuações. Nas primeiras confirmações do festival encontram-se: Best Youth (PT), Black Snake Moan (IT), Boogarins (PT), Bruno Pernadas (PT), Candeleros (ES), Chapelier Fou (FR), Corine (FR), Diron Animal (PT), Elbi (FR), El Señor (PT), Fugly (PT), Futuro Pelo (FR), Gonçalo (PT), HHY & The Macumbas (PT), Iguana Garcia (PT), Joana Guerra (PT), Joon Moon (FR), Keep Razors Sharp (PT), KO KO MO (FR), LaBaq (BR), L. Teez & AEON SEVEN (CAN), Luís Severo (PT), MONDAY (PT), Mighty Sands (PT), Naïve New Beaters (FR), O Gringo Sou Eu (PT), Ricardo Dias Gomes (PT), Témé Tan (BE), Whales (PT) e When ‘Airy Met Fairy (IS/LU).

Abril 4 @ 21:00

21:00

– 00:00

(3h)

B.Leza

Tomás Wallenstein


Crédito Francisco Pereira

Tomás Wallenstein

Vocalista dos Capitão Fausto

Tomás Wallenstein tem 26 anos e é natural de Lisboa.

View profile